Quem Não Gosta, Mostra o Dedo…

1 comentários


Incrível como nos tempos que correm alguém levantar o dedo como forma de protesto ou desagrado com algo dá origem a tanto aparato. Há uns tempos foi a M.I.A. durante aquela coisa que a Madonna andou a anunciar aos quatro cantos do Mundo e mais recentemente foi a Adele durante a cerimónia dos BRIT Awards. [ver aqui]

Ao que parece, a Adele não gosta que a interrompam quando ela está a agradecer um prémio, o que até é compreensível, mas o que me choca aqui não é a forma como ela mostrou o seu desagrado para com os responsáveis por esta interrupção. O que me choca é a falta de compreensão por parte da cantora…

Faces in the Crowd

0 comentários


É raro o filme que tem a Milla Jovovich que eu não gosto. Tudo o que ela faz, eu acabo por gostar, mesmo que seja uma porcaria descomunal. Obviamente que eu não acredito que sejam uma porcaria descomunal, nem mesmo o Ultraviolet onde eu acabei mesmo por chorar…

Mas Faces in the Crowd é capaz de ser o primeiro filme onde ela não me conseguiu conquistar da mesma forma que tem vindo a fazer. Quais as razões para tal?

School of Seven Bells - Ghostory

0 comentários


Sempre que dream pop / shoegaze chega ao meu alcance eu como que guincho de alegria, é sem dúvida um dos meus géneros favoritos! Se for bem feito, o ambiente que consegue criar é deslumbrante, hipnotizante. E durante dois álbuns, os School of Seven Bells sempre conseguiram criar esse ambiente de forma bastante eficaz, até que chegou Ghostory.

Agora deixou de ser bastante eficaz para ser deslumbrante! A evolução do Alpinisms para o Disconnect From Desire não foi bastante notória, e foi apenas mais um prolongamento daquilo que este trio de nova-iorquinos já tinham feito do que propriamente uma redescoberta das potencialidades da banda.

Hugo

0 comentários


Nunca me interessei muito por este novo filme do Scorsese. Não sei porquê, mas nunca vi em Hugo nada que me puxasse o suficiente para o ver. Certamente que onze nomeações para os Oscars me chamaram a atenção, mesmo que este ano a cerimónia pareça saída de uma centrifugadora ou mesmo que, actualmente, os Oscars não tenham propriamente qualquer importância para além de se poder celebrar anual e mundialmente o gosto que temos por cinema.

Mesmo acreditando em tudo o que disse em cima, decidi ver o filme e acho que todas essas nomeações já estão a ter os lucros desejados. Claro que o filme não é mau, até é bem conseguido, mas não posso deixar de sentir algum vazio naquilo que tentam transmitir.

The Iron Lady

0 comentários


Ver a Meryl Streep num filme é sempre um grande prazer. Seja o que for que faça, ela conquista-me apenas com um estalar de dedos. Porém, é sempre com algum receio que olho para filmes biográficos, como é o caso de The Iron Lady.

Não que tenha alguma coisa contra uma história baseada numa figura importante, mas fico sempre apreensivo por não saber ao certo se se estão apenas a aproveitar do nome de alguém, e pior ainda fico ao ver que estão a associar actores de renome, porque nesse caso podem estar a aproveitar já dois nomes marcantes!

Martha Marcy May Marlene

0 comentários


Sempre gostei de filmes sobre personagens, de as conhecer, de seguir um momento oportuno da vida delas, de nem sempre saber donde vieram nem para onde vão, mas ter o privilégio de as poder acompanhar numa determinada fase.

É essa a abordagem que Martha Marcy May Marlene apresenta, onde me foi possível entrar na vida desta personagem numa altura em que esta tenta escapar da vida actual e se tenta reintegrar na vida que tinha. Não sei quem ela foi, mas vou ficar a conhecer como ela se tornou na rapariga que hoje é e quais as razões que a levaram a tal situação física e psicológica.

Young Empires - Wake All My Youth

0 comentários


Eu tenho um ponto fraco por bandas que decidam misturar o que de bom se pode encontrar no Rock com o bom que há de música electrónica dançável, muito à imagem de nomes como Klaxons, Friendly Fires, Delphic ou Bloc Party, além de nem sempre acertarem naquilo que me faz mexer os ossos. Olhe-se para o exemplo do último disco dos Klaxons ('Surfing the Void') ou dos Friendly Fires ('Pala')...

Seja como for, há sempre alguma banda que em algum momento me dá esperança que ainda há algo a fazer dentro deste género de rock electrónico, e os canadenses Young Empires são um óptimo exemplo disso mesmo!

OK Go 'Needing/Getting'

0 comentários


Esta é bem capaz de ser uma das ideias mais geniais que já vi serem implementadas num vídeo! É totalmente fascinante, e melhor que tudo, é boa música!

Whitney Houston 1963 - 2012

0 comentários


Sem existir qualquer indício de que tal se avizinhava, Whitney Houston faleceu ontem aos 48 anos. Muito já foi dito sobre o sucedido, e muita tinta já escorreu ao longo da sua vida e carreira de sucesso. Fica aqui apenas uma menção a uma enorme perda para o mundo da música!

Young Magic - Melt

0 comentários


Sempre que se trate de descobrir bandas novas, eu estou pronto a recebe-las, seja pelo factor novidade e alargar o conhecimento que tenho a nível musical, seja pelas boas surpresas que daí podem surgir. Infelizmente, nem sempre há uma surpresa agradável, ou surpresa alguma propriamente dita...

É o caso dos Nova Iorquinos Young Magic, que se estreiam com Melt, um disco que mistura um pouco de tudo, seja a nível musical seja a nível cultural, seja a que nível for, já que este projecto é uma mistura de sonoridades capturadas de locais bastante distintos, que vão desde o México ao Rio de Janeiro e ainda por Londres ou Amesterdão, entre outros. Além disso, engloba ainda uma variedade de media, o que resulta no que podemos ouvir, e ver, neste primeiro disco da banda.

Boas vindas...

0 comentários


Sejam bem vindos a este novo espaço, o GeneCultural.

Provavelmente muitos vão pensar "mais um?!" e outros vão questionar-se sobre o porquê da surpresa em haver mais um, mas já há bastante tempo que não tinha um espaço onde pudesse dar uma opinião mais elaborada, e em português, sobre o que vejo, oiço ou jogo, ou apenas sobre situações do dia-a-dia, e agora chegou o momento de o fazer!

Se quiserem saber um pouco mais sobre este novo blogue, podem ler a página Acerca, ou deixem-se ficar por aqui e depressa vão perceber o que por aqui se vai fazer.

Ate já! (sem qualquer tipo de patrocínio por parte dessa entidade tão conhecida das telecomunicações)